RSS

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Plantas em casa


Podem me chamar do que quiserem, mas eu confesso que detesto planta! Tá, também não é tanto assim, não chega a ser um ódio extremo, adoro receber flores, já é alguma coisa, algum resquício de um amorzinho lá escondido, mas dá pena porque elas morrem rápido e eu não tenho paciência nenhuma pra cuidar das bichas depois que ganho.

Elas ficam lá, enfeitando o ambiente pelo tempo que Deus permitir e pronto, seguem para o lixo. É cruel, mas é a pura verdade.

Na verdade, plantas devem ficar fora de casa, assim como os cachorros. Sim, eu trato cachorro como cachorro, pasmem! (Coisa difícil e estranha hoje em dia, em que passa a ser normal tratar bicho como gente, mas isto é assunto pra outro post).

Continuando...

Moro numa casa. Temos um jardim em frente à casa e um na parte de trás. Tudo muito lindinho e arrumadinho (às vezes), e graças a Deus que essa parte fica a cargo das tarefas masculinas que meu marido assumiu com prazer (nem tanto assim), na nossa clássica divisão de tarefas domésticas.

Nem tomo conhecimento dos jardins. O máximo que fiz foi comprar um catavento, que achei lindinho, e fincar no jardim lá de trás. E só. Também tentei plantar umas flores que ganhei de aniversário, certa vez, pra ver se elas duravam mais tempo enfeitando. Fracasso total, parece que morreram mais rápido ainda.

Fico aflita só em pensar numa casa cheia de plantas. Juro que tentei muitas vezes, mas perdi a conta das plantas que morreram ou por falta d'água ou por excesso dela. Então desisti. Cada uma tem um 'jeitinho', uma maneira especial de ser tratada.... ahhhhhhhhh, faça-me o favor!!!! Não vou ficar decorando qual tipo gosta de sol, qual tipo não, qual tipo precisa de água todo dia, e qual é que precisa somente uma vez por semana. Planta é planta oras, se estivessem plantadas na floresta, viviam de qualquer jeito, conforme São Pedro determinasse o ritmo das chuvas e do sol. Tenho mais o que fazer!

Vi umas fotos bizarras de cozinhas e salas cheia de plantas, isso me dá nos nervos! Imagina cozinhar com um monte de coisa verde olhando pra você. E o cheiro de terra molhada e de mofo que deve dar? Credo! E samambaias então? Deusolivre! Tem coisa mais horrenda do que uma samambaia gigante no meio da sala? Eu não consigo pensar em algo pior.

Vou pensar em plantas diferentes esse ano. Quem sabe uma planta de plástico, daquelas que parecem reais e que só precisam da gente pra tirar o pó de vez em quando? Pode ser uma boa pedida. Não tem cheiro, não dão trabalho, não juntam bichos, não precisam de água nem de sol, e ainda por cima fazem o mesmo efeito das naturais, aquele efeito bonito, que eu também gosto, de encher a sala de uma forma ímpar.


Pouco, tá? Uma ou duas, está mais do que bom.




4 comentários:

Manu disse...

Menina! Eu adoro planta! kkkkkk mas dá trabalho mesmo! amo minhas pimenteiras e elas num estão com praga! Raiva! E cachorro aqui em casa tb fica no quintal e as plantas tb! elas precisam de sol! hauhauauhauhau
Beijos! vi que vc postou sobre várias coisas interessantes... vou dar uma fuxicada aqui, valeu? Beijos!

Isa disse...

Tá vendo! Achei uma coisa que vc não odeia! hahaha.
Pimenteiras eu até gosto, espantam mal olhado, Mas eu prefiro mandalas, minha casa é cheia delas.
Bj querida, venha sempre!

Eva disse...

Oi Isa tudo bem, adorei o que você escreveu e as imagens, eu também acho dificil manter plantas, me identifiquei com o que você escreveu, nao tenho maridex e adoooro plantas entao vou perguntando, chorando a cada uma que morre e insistindo plantando outras um dia vou conseguir.Querida adorei sua visitinha no meu blog, só agora que vi, estava lá embaixo teu carinhoso recadinho, obrigada e volta sempre vou adorar e se me seguir então eu vou amar ehehe, vizinha pedichona né, é que acredito na nossa uniao heheh. beijos

Isa disse...

Vc tb, venha sempre! Temos muito em comum! Gde bj!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...